História & jornalismo

Jânio Quadros – Fi-lo porque quis traz saborosas histórias do folclórico ex-presidente. Prêmio Clio da Academia Paulistana de História 2003. O jornalista Nelson Valente foi secretário do ex-presidente da República, é docente, pesquisador nas áreas de comunicação, educação e semiótica. Há somente duas posições a tomar: ou se ama ou se odeia Jânio Quadros, não há meio termo. Sobre o livro – Assunto: história; jornalismo. Brochura, 14×21 cm, 176 págs. com ilustrações em p&b. 1ª ed. 2002. ISBN 85-86882-32-1. Em coedição com a editora e gráfica MHW. R$ 40,00.

 

 

 

 

Histórias assombradas & mal-contadas da Câmara Municipal de São Paulo do jornalista Lázaro Roberto de Oliveira, recebeu o Prêmio Clio da Academia Paulistana de História 2001. A obra reúne pronunciamentos e diálogos hilários, bem como projetos desnecessários e “causos” políticos que passam também pelo Legislativo. O autor foi repórter político da Rádio Bandeirantes AM e acompanhou de perto o cenário político. Os problemas, em termos de disputa política, são sempre iguais. Sobre o livro – Assunto: humor; jornalismo político. Brochura, 14×21 cm, 124 págs. 1ª ed 2000. ISBN 85-86882-15-1. Em coedição com a editora e gráfica MHW.  R$ 20,00.

 

 

 

Cambuci ontem e hoje – 100 anos de vida e história (1906-2006) de Atílio Lucchini demonstra que escrever a história de um bairro não é apenas uma obra individual, é a obra de uma vida. O tradicional bairro do Cambuci foi criado em 1906 e suas origens remontam ao século quinhentista, quando por aqui passaram os jesuítas rumo ao Pateo do Collegio e encontraram um morro e um córrego que denominaram Cambuci. Este livro reúne a memória histórica de um dos bairros mais tradicionais. Prêmio Clio da Academia Paulistana de História 2006. Sobre o livro – Assunto: história; memória. Brochura, 21x28cm, 140 págs., ilustrado. 1ª ed. 2006. ISBN 85-86882-54-2. Em coedição com a editora e gráfica MHW. R$ 40,00.

 

 

Convocação geral – a folia está na rua: o carnaval de São Paulo tem história de verdade de Nelsinho Crecibeni retrata a evolução do festejo do século XVII ao ano 2000, revelando 438 anos do carnaval em SP. O primeiro documento histórico data de 1592. São 20 anos de pesquisa histórica garimpado em arquivos em cartórios, Câmara Municipal (a partir de 1562) e antigos jornais.  Prêmio Clio da Academia Paulistana de História 2000. Sobre o livro – Assunto: carnaval; história. Brochura, 21×29 cm, papel couché, 140 págs. 29 fotos em p&b. 1ª ed. 2000. ISBN 85-86882-14-3. Em coedição com a editora e gráfica MHW. R$ 40,00.

 

 

 

Subprefeituras e conselhos de representantes – alternativas para a descentralização do município de São Paulo de Myrian Cleide Fonseca traz à luz os diversos projetos apresentados desde 1986, pelo então prefeito Jânio Quadros, até os propostos pela ex-prefeita Marta Suplicy. A Lei Orgânica do Município (LOM-SP) não só incorporou os mecanismos de descentralização e participação popular, mas também criou base legal para a democratização da gestão. Sobre o livro – Assunto: Administração Pública; Política Pública. Brochura, 14×21 cm, 160 págs. 1ª ed. 2002. ISBN 85-86882-30-5. Em coedição com a editora e gráfica MHW. R$ 20,00.