Jânio Quadros – Fi-lo porque quis

Jânio Quadros – Fi-lo porque quis traz saborosas histórias do folclórico ex-presidente. Prêmio Clio da Academia Paulistana de História 2003. O jornalista Nelson Valente foi secretário do ex-presidente da República, é docente, pesquisador nas áreas de comunicação, educação e semiótica. Há somente duas posições a tomar: ou se ama ou se odeia Jânio Quadros, não há meio termo. Sobre o livro – Assunto: história; jornalismo. Brochura, 14×21 cm, 176 págs. com ilustrações em p&b. 1ª ed. 2002. ISBN 85-86882-32-1. Em coedição com a editora e gráfica MHW. R$ 30,00.

Convocação geral – a folia está na rua: o carnaval de São Paulo tem história de verdade

Convocação geral – a folia está na rua: o carnaval de São Paulo tem história de verdade de Nelsinho Crecibeni retrata a evolução do festejo do século XVII ao ano 2000, revelando 438 anos do carnaval em SP. O primeiro documento histórico data de 1592. São 20 anos de pesquisa histórica garimpado em arquivos em cartórios, Câmara Municipal (a partir de 1562) e antigos jornais.  Prêmio Clio da Academia Paulistana de História 2000. Sobre o livro – Assunto: carnaval; história. Brochura, 21×29 cm, papel couché, 140 págs. 29 fotos em p&b. 1ª ed. 2000. ISBN 85-86882-14-3. Em coedição com a editora e gráfica MHW. R$ 40,00.

Subprefeituras e conselhos de representantes – alternativas para a descentralização do município de São Paulo

Subprefeituras e conselhos de representantes – alternativas para a descentralização do município de São Paulo de Myrian Cleide Fonseca traz à luz os diversos projetos apresentados desde 1986, pelo então prefeito Jânio Quadros, até os propostos pela ex-prefeita Marta Suplicy. A Lei Orgânica do Município (LOM-SP) não só incorporou os mecanismos de descentralização e participação popular, mas também criou base legal para a democratização da gestão. Sobre o livro – Assunto: Administração Pública; Política Pública. Brochura, 14×21 cm, 160 págs. 1ª ed. 2002. ISBN 85-86882-30-5. Em coedição com a editora e gráfica MHW. R$ 20,00.

Calixto – azar de quem votou em mim

Calixto – azar de quem votou em mim do jornalista José Paulo Lanyi trata-se de uma crítica satírica aos maus políticos. “Entre os bichos da floresta o político é a serpente”, afirma a personagem principal, Jonas Calixto, um político execrado que conta suas memórias com uma única intenção: vingar-se da sociedade que o afastou do poder e o abandonou num asilo de velhos. Passa, então, a narrar sua vida pública. Divertidíssimo. Sobre o livro – Assunto: corrupção; humor. Brochura, 14×21 cm, 228 págs. 1ª ed. 2000. ISBN 85-86882-18-6 . Esgotado.